home not�cias an�lise quem � quem ABTV

acesse aqui a versão padrão

Montadoras | 21/07/2021
GM vai contratar em Joinville para a retomada de Gravataí
A retomada da produção na fábrica da General Motors em Gravataí (RS), esperada para ocorrer até a segunda quinzena de agosto, levará a montadora a contratar 115 funcionários para a fábrica de motores de Joinville (SC). O quadro adicional é uma medida necessária para que a fabricação de propulsores acompanhe uma demanda interna, que deverá ser alta com a volta do Chevrolet Onix às linhas.

A montadora apresentou planejamento ao sindicato dos metalúrgicos de Joinville em reunião realizada nesta quarta-feira, 21, na parte da manhã. Além da preocupação com o ritmo produtivo, a GM recorrerá às contratações também para recompor o quadro daquela unidade: parte da força de trabalho de Joinville que está em lay-off desde maio se demitiu no período.



"Durante este tempo muitos trabalhadores acabaram aceitando propostas de outras empresas diante de certa incerteza gerada pela paralisação de parte da fábrica de motores", disse Rodolfo de Ramos, presidente do sindicato local. O representante da entidade disse, ainda, que está agendada para a quinta-feira, 22, assembleia com os trabalhadores para tratar da retomada em Joinville.

Desde maio a fábrica opera com cerca de cem funcionários, ou 30% do quadro efetivo da unidade. Este contingente esteve envolvido nos pouco mais de dois meses após o anúncio do lay-off na usinagem de blocos e cabeçotes dos motores, um dos principais processos empregados na construção desses equipamentos.

Usinar os componentes foi uma forma de a empresa ganhar tempo na preparação da operação para o momento da retomada das linhas de montagem de veículos. Antes da pandemia, informou o sindicato, o quadro de funcionários chegou a ser composto por 680 trabalhadores.

Durante a reunião realizada na quarta-feira, a montadora informou que ainda enfrenta entraves a respeito do abastecimento de suas fábricas com semicondutores, o que deverá reforçar a probabilidade de retomar a produção do Onix, de fato, a partir da segunda quinzena de agosto.

Ao longo do ano houve três adiamentos da data de retorno da produção em Gravataí, que está inoperante desde março. Durante este período a montadora viu o então best-seller Chevrolet Onix regredir na lista dos veículos mais vendidos no país porque caiu drasticamente o volume de unidades disponíveis na distribuição.

A fábrica da GM em São Caetano do Sul (SP), onde são produzidos os modelos Tracker, Onix Joy e Spin, também segue com a operação paralisada em uma pausa programada para seis semanas. A produção em São José dos Campos (SP), onde são fabricados a picape S10 e o SUV Trailblazer, opera em um único turno.

Procurada pela reportagem, a montadora disse que não ia se pronunciar sobre o caso.

[ voltar ]