home not�cias an�lise quem � quem ABTV

acesse aqui a versão padrão

Carreira | 16/10/2020
Hylário Zen deixa legado de empreendedorismo
Um infarto na noite da quinta-feira, 15, colocou fim repentino à admirável história de empreendedorismo de Hylário Zen, que aos 91 anos de idade e com boa saúde era um dos poucos remanescentes pioneiros da indústria nacional de autopeças, que em sua trajetória profissional foi de humilde operário mecânico a industrial de sucesso, fundador da Zen – hoje um dos maiores fabricantes e exportadores mundiais de pinos impulsores de motores de partida.

“As interações com o Sr. Hylário foram sempre experiências pessoais e profissionais muito gratificantes. Sua personalidade será sempre lembrada e sua ausência sentida. Da iniciativa empreendedora dos Srs. Hylário e Nelson criou-se não só uma grande empresa, mas uma marca que se tornou mundialmente conhecida. Sem dúvida é uma imensa perda para todo time da Zen e para a comunidade de Brusque e de Santa Catarina. Fica a missão de perpetuar na empresa seus valores e seu espírito empreendedor”, declarou em nota Gilberto Heinzelmann, presidente e CEO da ZEN S.A.

Nascido em 1928 em Brusque, Hylário Zen iniciou sua carreira aos 14 anos como carregador de espulas na tradicional indústria têxtil que na época dominava o cenário industrial da pequena cidade. Também foi ferreiro e mecânico na antiga fábrica de tecidos Carlos Renaux. Em 1950 mudou-se para São Paulo em busca aperfeiçoamento técnico no que mais gostava: a mecânica.

Na capital paulista trabalhou como mecânico em empresas diversas até fundar, ao lado do irmão Nelson, em 1960, a Irmãos Zen – atualmente a Zen S.A. Indústria Metalúrgica. A pequena fábrica produzia inicialmente peças para rádios, até voltar seu foco em 1963 ao mercado de autopeças com o que é seu principal produto até hoje, os impulsores de motores de partida. Com o rápido crescimento dos negócios, os Zen decidiram retornar às origens, realocando a fábrica para Brusque, que foi inaugurada na cidade em 1975.

Empreendedor irrequieto, Hylário fundou em Brusque outras empresas de sucesso ao longo de sua trajetória, como o Hotel Monthez em 1992 – até hoje o principal da cidade – e sua própria cervejaria artersanal, a Zehn Bier, em 2003, já aos 75 anos de idade fazendo jus aos antepassados alemães.

O empresário também manteve vida social, política e associativa intensa em Brusque. Foi presidente da Associação Empresarial de Brusque (Acibr) de 1993 a 1996 e prefeito da cidade no mandato 1997-2000.

Hylário deixa sua esposa Evelina, com quem era casado desde 1955, além de seis filhos, 15 netos e oito bisnetos. A Prefeitura de Brusque emitiu nota de pesar e decretou luto oficial de sete dias na cidade, “por seus feitos como homem público e liderança empresarial e social”.

[ voltar ]