home not�cias an�lise quem � quem ABTV

acesse aqui a versão padrão

Balanço | 19/03/2020
Venda de pneus tem nova queda em fevereiro
Após registrar queda nas vendas de janeiro, a indústria nacional de pneus ainda não vê um cenário promissor à frente, por conta da nova retração anotada em fevereiro, quando contabilizou a entrega de pouco mais de 4,49 milhões de unidades, de acordo com dados divulgados na quinta-feira, 19, pela Anip, associação das fabricantes.


O volume representou queda de 5,9% na comparação com o mesmo mês do ano passado. O resultado se deve à redução nas vendas para montadoras, que demandou volume 9,3% menor, e também para o mercado de reposição, cuja contração foi de -4,6% na mesma base de comparação.

“Após um 2019 sem crescimento, temos um início de ano preocupante. As expectativas para 2020 dependem do retorno das atividades após a pandemia do coronavírus (Covid-19)”, declarou o presidente da Anip, Klaus Curt.

A análise das vendas por categoria mostra que, em fevereiro, os pneus de carga destinados às montadoras foram o único segmento que obteve crescimento, de 4,6%, para 152,1 mil unidades. Há um ano, esse volume era de 145,4 mil. Contudo, a diminuição de 9,1% do volume de pneus de carga no mercado de reposição puxou o resultado geral para baixo, com retração de 5,9%.

No segmento de automóveis, as vendas caíram tanto nos ofertados às montadoras quanto nos destinados ao aftermarket, sendo que o primeiro mostrou a maior queda, de 9,3%, enquanto o segundo anotou retração de 1,5%. Os volumes fecharam em 1,73 milhão para as fabricantes de automóveis e 788,1 mil para o aftermarket.

Os modelos para comerciais leves também registraram diminuição de vendas nas duas categorias, com quedas de 4,6% na reposição e de 4% para as montadoras. Considerando a soma dos dois, a retração foi de 4,4%.

Os pneus para motos, cujas vendas haviam conseguido resultado positivo em janeiro, também caíram em fevereiro, com pouco mais de 748,7 mil unidades, o que resultou no recuo de 9,4% sobre igual mês de 2019.

Já a balança comercial da indústria de pneus registrou superávit de US$ 21 milhões em fevereiro, mesmo com a queda de 14,2% nas exportações e de 11,4% nas importações.
[ voltar ]