home not�cias an�lise quem � quem ABTV

acesse aqui a versão padrão

Conjuntura | 20/02/2020
Para IHS Markit, tropeço de janeiro deve ser superado em fevereiro
Após o desempenho fraco do mercado brasileiro de veículos leves em janeiro, causado pelo represamento de emplacamentos com problemas burocráticos na adoção da nova placa do Mercosul, a IHS Markit prevê que fevereiro deve superar o tropeço do início de 2020. A consultoria já detectou que o volume de carros emplacados subiu de 8.369 por dia útil no mês passado para nível acima de 10 mil na primeira semana de fevereiro.



No boletim mensal da IHS Markit publicado por Automotive Business, o índice SAAR (Seasonally Adjusted Annual Rate), que calcula o volume anualizado de vendas de veículos leves no mercado brasileiro com base no resultado dessazonalizado mensal, que em dezembro apontava para mercado anual de 2,83 milhões de unidades, em janeiro passado caiu para 2,49 milhões, o nível mais baixo desde julho de 2018. A consultoria esclarece que o índice é resultado do desempenho fraco do mês, causado por fator extraordinário – a falta de placas – que não deve mais se repetir em fevereiro, quando o SAAR deve novamente subir.



- Faça aqui o download das projeções da IHS Markit
- Veja outras estatísticas em AB Inteligência



A consultoria continua a prever crescimento tímido do mercado brasileiro, de 5,6% este ano, para 2,8 milhões de veículos leves vendidos, e 3,5% no próximo (2,9 milhões), enquanto o ritmo das fábricas instaladas no País avança na mesma fraca medida, de 3,8% (2,9 milhões) e 4,5% (3 milhões), respectivamente nos dois anos.

No mesmo horizonte, a Argentina deve seguir com queda acentuada de 24,5% nas vendas em 2020, com projeção de 335,8 mil veículos leves vendidos. O mercado argentino só começaria a se recuperar, na expectativa da IHS Markit, em 2021, em alta de 13,4%, com vendas de 380,8 mil unidades. O Brasil deve sustentar o bom crescimento esperado da produção no país vizinho, que nas contas da consultioria deve crescer 11,6% este ano, para 368,5 mil carros fabricados, e 24,4% no próximo, com 458,3 mil.

No levantamento a IHS Markit também divulga as projeções de indicadores econômicos relevantes para o Brasil, incluindo PIB, inflação, juros (taxa Selic), câmbio e cotação do barril de petróleo.

[ voltar ]