home not�cias an�lise quem � quem ABTV

acesse aqui a versão padrão

Balanço | 21/08/2019
Venda de pneus cresce menos de 0,5% até julho
O mercado de pneus continua andando de lado em 2019, com 33,9 milhões de unidades vendidas e alta de apenas 0,2% sobre iguais meses do ano passado. Apesar de os negócios com as montadoras terem crescido 6%, a queda de 1,9% no segmento de reposição (que é 2,5 vezes maior em volume) impede o avanço do setor. Os números foram divulgados pela Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos (Anip). Também é preciso considerar que a queda de quase 40% nas exportações de veículos vem prejudicando o fornecimento de pneus.


- Faça aqui o download dos dados da Anip
- Veja outras estatísticas em AB Inteligência



“Os números indicam que 2019 não deve apresentar nenhum avanço para o setor”, afirma o presidente executivo da Anip, Klaus Müller.



Dentro do segmento de pneus de passeio, mais volumoso, os fabricantes de pneus instalados no Brasil venderam 6,3 milhões de unidades para as montadoras de automóveis, registrando alta de 7,1%. Para a reposição, contudo, os 12,6 milhões de pneus representaram queda de 3,3% sobre os mesmos sete meses do ano passado.

É provável que as fábricas locais estejam perdendo mercado para pneus importados por empresas não associadas à Anip, já que o aftermarket de autopeças registrou alta próxima a 10% no primeiro semestre.

Os fabricantes de pneus para caminhões e ônibus entregaram para as montadoras 1,1 milhão de unidades até julho e anotaram alta de 35,6% pela comparação interanual. A alta reflete o mercado aquecido de veículos pesados e implementos rodoviários. Na reposição, no entanto, houve queda de 3,1%, com 3,2 milhões de pneus entregues.

COMERCIAIS LEVES E MOTOS


Nos pneus para comerciais leves a situação é inversa: queda na venda para as montadoras (-7,9%, com a entrega de 1,9 milhão de unidades) e alta na reposição (9,5%, com 2,6 milhões de pneus). Para motos a Anip só divulga reposição: 5,6 milhões de unidades e queda de 2,9% ante iguais meses de 2018.

A partir do volume de produção de motos informado pelas fabricantes de Manaus, estima-se que a venda para as montadoras tenha somado 1,26 milhão de pneus, com alta próxima a 6% sobre 2018.

BALANÇA COMERCIAL


A balança comercial de pneus continua favorável, com saldo positivo de US$ 127,5 milhões. Em unidades, no entanto, o Brasil importou 4,9 milhões de pneus a mais do que vendeu ao Exterior. Isso ocorre porque o País envia produtos com maior valor agregado ao exterior.

[ voltar ]