home not�cias an�lise quem � quem ABTV

acesse aqui a versão padrão

Indústria | 13/08/2019
FCA Latam investe R$ 11, 4 milhões em novo centro de design integrado
O centro de design do Grupo FCA amplia sua atuação na América Latina com a inauguração, na segunda-feira, 12, de sua nova sede localizada dentro do complexo industrial de Betim (MG), onde foram investidos R$ 11,4 milhões, que já nasce com a ambição de ampliação (veja imagens da nova sede no vídeo abaixo). Além disso, pela primeira vez desde que iniciou suas atividades por aqui, em 2002, o atual Design Center Latam (ex-Centro de Estilo Fiat do Brasil), que antes trabalhava exclusivamente em produtos Fiat, agora passa a integrar os projetos de três marcas da FCA: Fiat, Jeep e RAM, sendo responsável por elas na região e elevando seu papel na colaboração global com os demais centros de design da companhia no mundo.

O local - em espaço de 2,7 mil metros quadrados de área útil, dividido em dois pavimentos - une as equipes responsáveis por diversas etapas do processo de criação e design dos veículos, que antes trabalhavam em escritórios separados dentro do complexo. No novo centro foram abrigados 150 profissionais que apoiam o desenvolvimento das áreas de interiores, exteriores, materiais, cores e design gráfico, entre outras, reduzindo o tempo de desenvolvimento e facilitando a logística de acesso entre elas.



“O Design Center Latam continua focado no desenvolvimento de produtos para o mercado local, muito mais integrado e agora também como um centro multimarcas”, celebra o diretor do Design Center Latam, Peter Fassbender. “O novo centro é a prova da evolução e do reconhecimento de nossa história: nascemos como unidade de estilo Fiat do Brasil, em 2002: são 17 anos de uma área que agora encara o desafio de também experimentar novas ideias, formas e materiais para as marcas Jeep e RAM para a América Latina”, completa.

A nova sede já nasce com uma promessa de ampliação. Segundo Fassbender, um novo investimento está previsto para os próximos anos para a construção de um segundo prédio ao lado do atual, a fim de abrigar novas tecnologias que auxiliam no processo de desenvolvimento dos designers, como equipamentos de usinagem e impressora 3D, entre outros espaços.

NOVAS TECNOLOGIAS E ATRIBUIÇÕES


Ao longo de seus 17 anos de funcionamento, o centro de design da Fiat/FCA no Brasil ganhou conhecimento e aprimorou sua autonomia com o desenvolvimento de carros Fiat. O primeiro projeto 100% desenhado em Betim e nascido do zero foi o novo Uno lançado em 2010, cujo processo foi iniciado em 2008. Parte do processo de criação de Mobi, Argo, Cronos e Toro também nasceram na unidade mineira da empresa. Desde 2016, o centro trabalha integrado ao time global formado por quatro polos, incluindo a matriz na Europa (Turim, Itália), América do Norte (Detroit, Estados Unidos) e Ásia (Xangai, China).

Segundo Daniel Gerzson, líder de design exterior, o centro sempre possuiu área de criação, mas seu refinamento adquirido ao longo dos anos fez com que herdasse algumas tarefas antes feitas fora do País, como o desenvolvimento da interfaces de sistemas de infoentretenimento, por exemplo. “Sempre houve integração e supervisão da Itália, mas as coisas foram se descolando de acordo com as necessidades e características locais”, explica.

Os 150 profissionais abrigados hoje no centro de design brasileiro da FCA são de diferentes especialidades, entre designers, engenheiros, psicólogos e até sociólogos, que juntos contribuem com as várias etapas do processo de criação. Em seu novo local de trabalho, eles contam com espaços integrados para colaboração, além de duas novidades: o primeiro é o laboratório User Experience (UX) equipado com um simulador exclusivo desenvolvido pela FCA em parceria com a Venturus, empresa do Polo de Tecnológico de Campinas (SP). O equipamento é capaz de criar diferentes condições de direção em ambiente 3D para testar o olhar e a percepção dos usuários a partir do funcionamento de sistemas multimídia e painel de instrumentos, por exemplo, avaliando sua usabilidade e a experiência ao longo do percurso.

Também é testada a interação do sistema do carro com o trânsito, sincronizando os sinais do veículo por meio de inteligência artificial. Ao lado do simulador, em uma sala de espelho totalmente isolada e oculta são colhidos os dados do laboratório e permite que desenvolvedores, engenheiros e pessoal da qualidade possam observar os testes e as reações dos condutores em tempo real, avaliando durante as simulações o que já funciona e o que ainda precisa ser aprimorado, tudo sem a necessidade de protótipos e testes reais nas ruas. Um outro simulador equipado com óculos de realidade aumentada ajuda a avaliar as primeiras impressões do usuário com o projeto.

“Isso nos dá agilidade de desenvolvimento, permitindo ciclos mais curtos em todo o processo”, afirma Gerson.

O local também conta com uma nova sala virtual, que sozinha recebeu investimento de R$ 1 milhão: seu equipamento de projeção a laser permite visualizar os projetos em alta resolução e tamanho real, contribuindo para a verificação de detalhes, como texturas de superfícies. Além disso, foi montado um showroom para apresentação de protótipos e outra sala com mais de 600 metros quadrados para a construção e validação de modelos e peças, que podem ser feitas de argila, resina e madeira.

[ voltar ]