home not�cias an�lise quem � quem ABTV

acesse aqui a versão padrão

Mercado | 16/04/2019
Crédito disponível favorece venda de usados
Embora as transações veículos usados tenham aumentado só 1% no primeiro trimestre sobre o mesmo período do ano passado, o comércio eletrônico de modelos de segunda mão ainda tem espaço garantido para crescer. A plataforma Auto Avaliar, dedicada ao comércio de seminovos, registrou alta de 54,5% ao negociar 35 mil unidades de janeiro a março.

Um dos motivos foi o aumento da oferta de crédito: “O grande volume de negócios se concentra em usados de três a cinco anos de uso e valores por volta de R$ 30 mil. Normalmente são dados 30% a 40% de entrada, com taxas por volta de 1,5% ao mês e saldo restante pago em 24 e 36 meses”, afirma J.R. Caporal, presidente da Auto Avaliar. “A condição melhorou, mas ainda está abaixo de países mais maduros”, ressalta.

O executivo recorda que o comércio eletrônico pode se tornar ainda mais eficiente com algumas medidas: “A gestão do estoque de usados ainda é falha e precisa ser aperfeiçoada. Como exemplo, a página do usado à venda tem de melhorar, com mais fotos e detalhes. É preciso humanizá-la porque todo carro tem uma história”, recorda o executivo.

“Outro problema é que um usado muitas vezes não é avaliado. Às vezes chega um carro de R$ 10 mil como entrada para outro de R$ 50 mil e é recusado por não haver clientes para ele na ‘geolocalização’ daquela revenda. Isso tem de mudar porque com a internet você sempre encontrará um comprador para ele”, recorda Caporal. Ele também é favorável ao estabelecimento de um preço fixo para o carro à venda em vez de um valor mais alto e negociável.

“As novas gerações estão habituadas a comprar pela internet, em que os valores das mercadorias são exatamente aqueles divulgados. Por que com o carro usado tem de ser diferente?”, questiona o presidente da Auto Avaliar.



Ele reconhece que a negociação do valor final é uma questão cultural no Brasil e outros países, mas acredita que isso deve ser diferente no comércio eletrônico de usados, “até porque já se tem condição de estabelecer este valor a partir dados coletados”.



[ voltar ]