home not�cias an�lise quem � quem ABTV

acesse aqui a versão padrão

Aftermarket | 19/12/2017
Sindirepa comemora adoção de inspeções
O setor de reparação de veículos confia na melhora dos negócios com a implantação de inspeções veiculares em todo o Brasil a partir de 2019 (veja aqui). “Os proprietários vão deixar de efetuar só o básico”, estima Antônio Fiola, presidente do Sindirepa-SP e Sindirepa Nacional, entidades que reúnem os setores de reparação e acessórios. O segmento também terá ajuda do aumento da frota circulante.

“A previsão é de entrada de 15 milhões de veículos no mercado até 2023. Destes, 22% terão de 0 a 3 anos de idade; 45% de 4 a 10 anos; 21% de 11 a 20 anos; e 12%, mais de 20 anos”, afirma Fiola. O executivo recorda que a partir dos anos 1990 o número de montadoras e os modelos à venda se multiplicaram. A tecnologia resultante desse cenário alterou bastante o setor: “Com toda essa mudança também passamos a ser melhores do que éramos”, recorda o presidente do Sindirepa.

Para Fiola, mesmo com a queda nas vendas que ocorreu nos anos recentes, os veículos em circulação representam uma grande oportunidade ao setor de reparação. De acordo com o Sindipeças, sindicado que reúne os fabricantes de componentes, a frota circulante de automóveis e veículos comerciais leves e pesados somava até o ano passado 42,9 milhões de unidades e as motocicletas totalizavam outros 13,5 milhões (veja aqui).

“O negócio da reparação continuará vivo, mas ocorrerão algumas mudanças, como as redes que ganharão espaço com sua maior capacidade de investimento e evolução com a tecnologia”, conclui Fiola.
[ voltar ]