home not�cias an�lise quem � quem ABTV

acesse aqui a versão padrão

Indústria | 11/08/2017
Toyota investe R$ 5 mi em São Bernardo
A Toyota inaugurou em sua fábrica de São Bernardo do Campo (SP) o primeiro centro de visitas da montadora no Brasil. A nova área tem 750 metros quadrados, resulta de um investimento de R$ 5 milhões e receberá 200 pessoas por semana.

Essa é a terceira etapa do São Bernardo Reborn, um projeto de R$ 70 milhões para revitalização da unidade iniciado em março de 2015. Naquele ano a empresa deslocou a sede administrativa da cidade de São Paulo para a fábrica do ABC, implantou o terceiro turno do setor de forjaria (para produção de bielas e virabrequins do Etios) e também sistemas de reúso de água e captação de energia solar.

Num segundo momento, em agosto de 2016, a montadora inaugurou o centro de pesquisa aplicada, onde faz testes de emissões, avaliação de novos materiais, da capacidade técnica de fornecedores e também é dotado de um centro de design capaz de desenvolver séries especiais de modelos já existentes.

Centros de visitas são uma tradição em fábricas da Toyota. O do Kentucky, nos Estados Unidos, custou cerca de US$ 10 milhões. “Quando presidi aquela fábrica, via todos os dias os grupos de estudantes chegando. Era a atração mais visitada da cidade. Algumas escolas a incluíram na grade curricular”, afirma o CEO da Toyota para a América Latina e Caribe, Steve St. Angelo.

BANDEIRANTE NÃO PODERIA FALTAR

Entre as atrações do espaço brasileiro está o último jipe Bandeirante produzido pela Toyota de São Bernardo do Campo, em 2001. O modelo começou a ser trazido para o Brasil em 1959 e resultou, em 1962, na inauguração da unidade do ABC. Foi a primeira fábrica da Toyota erguida fora do Japão.

O centro de visitas também guarda um Corolla 1966, mas fabricado no Japão. A produção local do sedã começou somente em 1998, quando a empresa inaugurou a unidade de Indaiatuba (SP). O primeiro Etios fabricado no Brasil, em 2012, também pode ser visto no espaço recém-inaugurado. Outro destaque é um Prius semidesmontado, com a carroceria pendurada e a parte inferior (rodas, assoalho e motorização) presa sobre uma base inclinada.

No Brasil também há a intenção de atrair estudantes e a comunidade local, mas qualquer pessoa poderá agendar o passeio gratuito entrando no site da montadora e acessando o link do programa de visitas. De acordo com dados da prefeitura de São Bernardo do Campo, anualmente as fábricas locais recebem 3 mil visitantes vindos do exterior. As atividades na nova área da Toyota começam para valer em 2018, mas até o fim de 2017 haverá passeios em caráter de teste. O local também tem um auditório para 100 pessoas. Uma equipe terceirizada será a responsável por guiar os visitantes.

A unidade de São Bernardo do Campo emprega 1.465 funcionários. Entre os produtos que fabrica estão componentes de motor para o Etios brasileiro e também para os Camry e Corolla fabricados nos Estados Unidos, que terminaram em primeiro e terceiro lugares em 2016 entre os automóveis daquele mercado, com 338,6 mil e 380,5 mil unidades, respectivamente.

[ voltar ]