home not�cias an�lise quem � quem ABTV

acesse aqui a versão padrão

Lançamentos | 20/04/2017
Fiat revela nome do X6H: é o Argo
Em uma ação de marketing para esquentar seu principal lançamento este ano, a Fiat divulgou em seu site na manhã da quinta-feira, 20, o nome do hatch até agora conhecido somente pelo código do projeto, X6H. O carro vai se chamar Argo, já entrou em produção em Betim (MG) e deve chegar às concessionárias da marca no fim de maio. Para aumentar o “barulho” em torno da novidade, a Fiat também colocou alguns modelos camuflados, com a inscrição #DescubraArgo, para rodar por algumas das principais ruas e avenidas de São Paulo – não sem antes avisar os fotógrafos de revistas e sites especializados, para garantir o registro, centenas de linhas de reportagens e cliques nas redes sociais.

O Argo é o que se pode chamar de três em um; de uma só tacada, deve substituir três hatches da Fiat: Bravo (que já parou de ser fabricado), Punto e Palio. O novo hatch é derivado da plataforma do Tipo europeu, que por sua vez é a mesma do Jeep Renegade – hoje tudo junto e misturado no Grupo Fiat Chrysler Automobiles, a FCA. Portanto, em tese, o Argo deverá ser mais espaçoso que Palio e um pouco mais que o Punto, para ficar inserido em na faixa de mercado acima dos outros dois hatches de entrada da Fiat, Mobi e Uno, e dessa forma alinhar melhor o portfólio da marca à atual realidade de mercado.

Segundo especulações da imprensa especializada, os preços do Argo deverão ir de R$ 45 mil a R$ 60 mil, variando de acordo com a ampla gama de motorização da Fiat disponível no Brasil: os Firefly três-cilindros 1.0 de 77 cavalos e o quatro-cilindros 1.4 de 109 cv já usados por Mobi e Uno, ambos com opção de transmissão manual ou automatizada Dualogic; além do 1.8 E.TorQ Evo de 139 cv, com câmbio manual ou automático de seis marchas, que também equipava o Punto e está no Jeep Renegade. Conforme o site criado para revelar o nome do modelo, a intenção é vender o Argo como um "hatch premium".


Página do site da Fiat que anuncia o nome do novo hatch Argo (veja aqui)

MISSÃO DIFÍCIL

A missão do Argo é difícil, pois chega no momento em que o segmento de hatches está encolhendo, não só por causa da queda geral das vendas, mas também com migração de consumidores para os SUVs. Ainda assim, o desempenho do modelo deve ser melhor do que os carros que vem substituir. Sem receber renovações importantes desde 2012, Palio e Punto cederam espaço a concorrentes mais modernos e vêm contribuindo para o mergulho das vendas e perda massiva de participação da Fiat no mercado brasileiro, principalmente nos últimos dois anos. No acumulado do primeiro trimestre, a marca conseguiu market share de apenas 13,6% (tinha mais de 20% até 2014), e ainda assim só por causa do bom desempenho de seus comerciais leves Strada e Toro – sem os dois a participação cai para 9,3%, na sexta posição entre as marcas mais vendidas de automóveis.

A mesma plataforma do Argo será usada para refrescar outro segmento do portfólio da Fiat. O projeto conhecido como X6S dará origem a um novo sedã que será fabricado na Argentina ainda este ano e deve chegar ao Brasil no começo de 2018, para substituir o já enterrado Linea e o Grand Siena.
[ voltar ]