home not�cias an�lise quem � quem ABTV

acesse aqui a versão padrão

Tecnologia | 06/09/2013
Sistema de controle industrial - Filippe Favero*
O mercado tecnológico em franco crescimento apresenta diariamente novas ferramentas e recursos que auxiliam muito no sucesso dos negócios. Isso não é diferente para a indústria. Mas, em muitos casos, os riscos envolvidos podem ser maiores do que os benefícios.

As novas tecnologias apresentadas para a indústria incluem software e novos equipamentos que prometem melhorias como otimização do tempo de manufatura, redução de custos e aumentos de produção e de qualidade. Todo este conceito é muito positivo, mas a empresa deve conhecer cada parte do seu parque industrial para usufruir plenamente dos benefícios. As indústrias necessitam desenvolver ferramentas para mapear a infraestrutura da fábrica, permitindo assim a implementação de soluções tecnológicas, facilitando as operações e manutenção com melhor desempenho.

Um planejamento estratégico permite que as indústrias identifiquem equipamentos obsoletos e seu impacto na linha de produção, além de ter controle sobre a substituição das máquinas e permitir que a troca seja efetuada com antecedência programada, sem impacto na produção.

Por mais que o processo de aquisição de equipamentos industriais seja eficaz, a troca de um equipamento existente, ou a inclusão de novas máquinas, muitas vezes inclui uma série de problemas como a instalação e configuração de todos os softwares necessários no equipamento e suas dependências no ambiente fabril. O ideal é buscar soluções em que o armazenamento dos documentos esteja vinculado a um equipamento. Dessa forma, é possível ampliar o mapeamento de um parque industrial.

A indústria também depende de soluções integradas para o monitoramento dos equipamentos industriais, escalonamento do status da linha de produção remoto, controle de programas de produção e atualização de sistemas.

Dentre os recursos, podemos destacar o processo de escalonamento por meio de mensagens sms para cada componente da linha de produção que esteja vinculado, por exemplo, a CLPs (controlador lógico programável). Com o padrão de comunicação OPC (OLE for Process Control), o sistema identifica possíveis falhas e aciona o escalonamento com mensagens aos colaboradores responsáveis pela operação. Este processo diminui o tempo de identificação do problema e antecipa a resolução para a retomada da linha de produção.

O parque industrial de uma empresa automotiva apresenta uma gama enorme de equipamentos e soluções que, integrados, garantem o processo produtivo. As empresas de outsourcing de TI oferecem uma proposta para que as indústrias tenham transparência e explorem todo o potencial do processo produtivo.

* Filippe Favero é especialista na área de TI com foco em automação industrial. Formado em sistemas de informação e técnico em eletroeletrônica, iniciou a carreira na T-Systems em 2003. Com mais de 10 anos de experiência, participou de diversos projetos relacionados ao setor automobilístico nas áreas de automação industrial, produção e qualidade. Tem vasta experiência na área de Mobile, desenvolvendo sistemas para o chão de fábrica.

[ voltar ]