home not�cias an�lise quem � quem ABTV

acesse aqui a versão padrão

Carreira | 23/08/2013
Você também?
Quando pensava que já havia visto tudo sobre corrupção, leio a notícia que roubaram selos postais no senado, no valor de dois milhões de reais. Selos! Passo os olhos pelo jornal, descubro que a presidente da república resolve aceitar mais nomeações de funcionários apadrinhados por partidos e parlamentares em troca de apoio político, com o calor das passeatas ainda irradiando das ruas.

Na iniciativa privada, a Siemens por benefício de delação premiada, entrega ao Cade documentos que explicitam os esquemas de os carteis do metrô, armados com governos estaduais.

As obras de infraestrutura patinam, os preços de serviços estão fora de controle, a inflação avança, o dólar sobe, a capa da Veja SP mostra pessoas que gastam oitenta mil reais em compras num final de semana e dentro da revista leio sobre um hambúrguer de duzentos reais que tem na sua composição, carne de kobe, fígado de ganso e trufas brancas. Diversas caipirinhas são mencionadas na faixa de dezoito a vinte cinco reais.

A fila para blindar um carro é de noventa dias. O valor do meu condomínio em São Paulo é quatro vezes mais caro que o de um amigo que mora na Flórida. O jardineiro dele está incluído no preço. No meu, a maior parte é para pagar segurança particular armada. Meu plano médico subiu acima da inflação, o prefeito Haddad quer taxar a gasolina para cobrir os gastos do transporte público mas ninguém me explica o que acontece com meu IPVA, já que na recuperação das vias ele não está sendo usado.

Estou lost meu amigo, lost! Você também?

Meu texto desse mês demorou para sair, porque procurava assuntos bacanas para tratar, algo que ajudasse os leitores em sua vida pessoal e profissional. Nada me chamou mais a atenção do que essa sensação de nojo por tanta coisa errada, tanta roubalheira, tanto descaramento, que não passa. A eleição para presidente toma conta da agenda política. Reforma que é bom, nada. O custo político é muito alto. Ninguém quer perder a boquinha.

A criminalidade aumenta em todos cantos do país, nossa educação está na lona, e o hospital Sírio e Libanês é o mais concorrido do país pelos políticos enfermos. Em 2012, você pagou 115,2 milhões de reais para pagar as despesas médicas dos 81 parlamentares, dependentes e ex-parlamentares.

Sinto-me um mané. Você também?

Pagamos impostos e sustentamos o parlamento mais caro do mundo. Gastamos grande parte do que economizamos na vida para ter um mínimo de serviços que deveriam ser proporcionados pelo Estado. Quando um problema surge, a ladainha começa, vamos subir esse imposto, vamos criar mais aquele. Trabalho desde os 17 anos e tenho que escutar político me chamando de burguês. Agosto é mês de cachorro louco. Pois é. Sinto-me um cachorro e estou louco da vida por ver nosso povo dar tanto a seu país e ter tão pouco retorno.

[ voltar ]