home not�cias an�lise quem � quem ABTV

acesse aqui a versão padrão

Carreira | 08/09/2011
Equilibrando a equação

Equilibrando a equação     

Steve Jobs, fundador da Apple, viu no mês de agosto sua organização ascender a posição de maior empresa  do globo, superando a Exxon.  No mesmo mês foi publicada uma foto de Steve Jobs amparado por outra pessoa, num estado avançado de uma doença devastadora.   A morte, democrática, não poupa ninguém.  Somos todos perecíveis e, ainda bem, com data de validade incerta.

Claro que não há razão para viver preocupado com o dia final.  Igualmente sem cabimento é viver a vida como se ele não fosse chegar.  A saúde normalmente nos passa desapercebida. Não pensamos nela, ocupados que estamos em resolver nossos dilemas.  Problemas de trabalho, de relacionamentos, financeiros, ocupam nosso cérebro e gastamos um tempo enorme de nossa existência resolvendo-os. 

Deixamos para depois coisas que esperamos fazer.  Principalmente coisas prazerosas, como viajar, gastar tempo com nossos queridos, nos presentear com algo realmente significativo, festejar nossos logros.  Não há não garantia alguma que possamos.  Nosso cotidiano é tomado pelas coisas urgentes. Quando tudo é urgente, na verdade nada é.  E lá vamos nós, brigando por um amanhã incerto, esquecendo de aproveitar o hoje, não em vão, chamado presente.

Também nos esquecemos que a importância que colocamos em nossos cargos, é passageira e ilusória. Para que tanta pompa? Porque achar-se melhor que outros?  A vida corporativa é um enorme fazenda de egos em engorda, onde infelizmente, muitos sentem-se mais importantes do que realmente são.  Não é  preciso sequer chegar o dia D para tudo isso mudar.  Basta uma demissão, as vezes a aposentadoria, para que caia a máscara e que a realidade ruja alto ao ouvido antes seletivo e discriminatório.

O que fazer?  Não há receita infalível, mas vale o conselho de não colocar todos os ovos numa cesta só.  Invista na sua saúde, no seu trabalho, nas suas emoções, no seu lado social e espiritual.  Construa um  legado calçado em valores virtuosos.  Distribua seu tempo sem receio em resolver problemas, curar a dor, diminuir sofrimento, mas deixe espaço para alegrias, prazer, diversão.  Habitue-se a ver nos outros qualidades e aprender com eles, sejam eles quem for.  Ajude a quem precisa sem soberba,  estenda a mão.  Lute por um mundo mais igualitário, onde todos tenham a oportunidade de ter uma vida digna.  Revolte-se contra as injustiças, brigue por seus direitos.  E agradeça toda noite, por mais um dia pleno e saudável.

Um abraço!

[ voltar ]