home not�cias an�lise quem � quem ABTV

acesse aqui a versão padrão

AUTOINFORME | 07/06/2019
Hyundai quer surpreender com o novo HB20


Quando chegou, em 2012, o Hyundai HB20 revolucionou o segmento de entrada. Veio bem equipado, com desenho ousado, seguindo a tendência dos importados da marca coreana que já eram vendidos no Brasil. Hoje, sete anos depois, a montadora renova o seu campeão de vendas e o propósito é criar no consumidor o mesmo impacto causado quando inaugurou a fábrica de Piracicaba (SP) no Brasil.

O País é uma operação importante para a empresa e o HB20 é o seu modelo mais vendido, além de ser o segundo carro mais comprado no mercado brasileiro. De janeiro a maio, foram licenciadas 44.852 unidades do hatch e 13.211 unidades do sedã.

Para manter o desempenho em alta, o HB20 passou por reformulação total no design, com mudanças profundas e soluções modernas tanto na versão hatch, quanto no sedã. Eles ficaram maiores, o hatch ganhou mais espaço interno e o sedã aumentou a capacidade do porta-malas.

Embaixo do capô, a novidade é o moderno motor 1.0 turbo com injeção direta de 120 cv.

O carro traz ainda dois equipamentos que até agora só faziam parte de modelos de categorias superiores. Um deles é o alerta de colisão dianteira, que detecta uma pessoa ou um obstáculo na frente do carro e freia automaticamente. O outro é o alerta de permanência na faixa que avisa se o carro sair da faixa por uma distração do motorista.

O novo HB20 tem também piloto automático, sistema start-stop (aquele que desliga o motor quando você para no farol ou em qualquer lugar que o carro fique em ponto morto), controle de tração, controle de frenagem e controle de estabilidade.

O carro reformulado não tem ainda data exata para ser lançado no Brasil, tudo vai depender de como se comportará o mercado no segundo semestre. Mas deverá estar nas concessionárias brasileiras até novembro deste ano.

O QUE VIMOS DO NOVO HB20





Tive a oportunidade de andar no novo HB20 na Coreia, na pista de testes no centro de tecnologia que a montadora mantém na cidade de Seul. Foram apenas algumas voltas rápidas no circuito, mas deu para perceber que o novo motor 1.0 turbo é bastante eficiente.

O carro avaliado é ainda um protótipo, portanto, haverá diferenças no modelo que o consumidor vai dirigir no Brasil. A Hyundai nem mesmo deixou o carro ser fotografado por inteiro, conforme você vê na foto, ele está coberto e disfarçado.

Eu vi, mas não pude fotografar, portanto é impossível mostrar como é o novo HB20. É difícil descrevê-lo, mas dá para dizer que o novo modelo incorpora a filosofia de design que a marca está impondo para toda a linha. Ele tem os faróis de LED alongados, que se estendem na divisão entre o capô e a lateral do carro, que segundo o chefe de design responsável pela reestilização do carro, chama muito a atenção.

“O LED é a assinatura luminosa do carro. Ele pode ser visto de frente e da lateral; é um componente importante do desenho”, disse Lee Sang Yup, que destacou a importância da grade dianteira, baixa, no sentido de oferecer maior personalidade ao veículo e dar um aspecto esportivo, proposta que reforça as mudanças forjadas no modelo 2020.

O novo design mantém o equilíbrio entre as áreas suaves e os detalhes mais pronunciados. Achei o desenho do capô muito simplório, limpo demais, mas a composição da grade com o farol é bonita, assim como a lateral, valorizada pelos dois recortes horizontais.

O resultado do sedã foi muito positivo, na proposta de buscar uma semelhança com um modelo cupê, suavizando o desenho do terceiro volume tradicional. Segundo a Hyundai, o objetivo é construir um sedã de entrada, mas que esteja acima dos concorrentes da mesma categoria; é fazer com que o modelo supere as expectativas do segmento.

E a versão Cross, que substitui o HB20 X, avançou na proposta fora de estrada. Ficou mais alta, reforçando a imagem esportiva, com barras no teto, molduras pretas das caixas de rodas, e com detalhes de acabamento.

“Nosso objetivo foi tornar o HB20 um carro mais emocionante. Era preciso concretizar esse aspecto (da emoção), já que a Hyundai é uma marca emocional no Brasi”, disse o chefe de design.

As três versões cresceram. Os 30 mm a mais no entre-eixos deram ao hatch mais espaço interno, portanto maior conforto, e o sedã ganhou porta-malas maior, passando de 450 pra 475 litros.

Internamente, o novo HB20 ganha detalhes de sofisticação, com costura e detalhes nos bancos em vermelho (detalhes que compõe também o volante e a capa da alavanca do câmbio), acabamento cromado, porta-objetos com tampa, partida de botão, painel mais compacto e tela touch de oito polegadas.

Até 2012 o consumidor brasileiro não tinha o desejo de compra de um carro compacto. Foi quando o Hyundai chegou no Brasil com o preço um pouco acima da média, mas oferecendo muito mais equipamentos, e fez sucesso. O novo HB20 tem por missão atender essas expectativas.

_______________________________________________________
Este artigo foi publicado originalmente pela Agência Autoinforme
joelleite@autoinforme.com.br

[ voltar ]