home not�cias an�lise quem � quem ABTV

acesse aqui a versão padrão

AUTOINFORME | 21/12/2016
Consumidor se rende ao utilitário esportivo
O utilitário esportivo é o segmento que mais cresceu nos últimos anos no Brasil (e começa a crescer na Europa, como você vai ver mais adiante) e onde surgiram as maiores novidades desde que o EcoSport mostrou ao consumidor a possibilidade de ter um carro diferente dos tradicionais hatch e sedã, com posição de dirigir alta, onde o motorista se sente mais dono da situação e tem a sensação de impor respeito no trânsito. Estes modelos têm desenho agressivo e características de valentia, sendo, de certa forma, mais útil para enfrentar estradas de terra, locais alagados e superar com mais facilidade a buraqueira e as lombadas das ruas das cidades brasileiras.

O segundo utilitário esportivo pequeno demorou a chegar. O EcoSport tomou conta do mercado por muitos anos, até o lançamento do Duster. Depois vieram muitos outros e em 2016 o HRV e o Renegade já despontam na lista dos mais vendidos.

Hoje, a maioria da marcas têm a sua opção no segmento. Mesmo fabricantes tradicionais, que atuaram por muito tempo exclusivamente no segmento de sedãs, se renderam à nova moda e também estão lançando seus utilitários esportivos. O Salão do Automóvel deste ano foi retrato dessa tendência: montadoras e importadoras apresentaram as suas novidades no segmento.

A Honda lançou o WR-V, um médio; a Jeep veio com o Compass, um pouquinho maior que o Renegade; a Hyundai entrou na briga com o Creta, feito em Piracicaba, a Renault com Captur e a Kia com o Niro. Tem também os novos Tucson, Tracker, Discovery, Peugeot 3008, Chery Tiggo e Suzuki Vitara. Até a Maserati se rendeu ao utilitário esportivo. O Salão mostrou nada menos do que 13 novidades de todos, os tamanhos e preços.

Honda WR-V
Mesmo com o utilitário mais vendido do Brasil, o HR-V, a Honda quer ampliar sua participação no segmento.

Jeep Compass

Depois do sucesso do Renegade, a montadora amplia sua oferta e agora possui uma família completa no segmento.

Hyundai Creta

Mais um modelo que será fabricado em Piracicaba. Hyundai New Tucson - Terceira geração do veículo que passará a ser importado em breve.

Renault Captur

Modelo com linhas mais elegantes que o Duster e que surge para disputar com o HR-V.

Kia Niro Primeiro utilitário esportivo 100% híbrido produzido pela empresa coreana.

Chevrolet Tracker 2017

Reestilizado e com um pacote técnico semelhante ao do novo Cruze, o modelo começa ser vendido ainda esse ano.

Land Rover Discovery
A quinta geração do carro rompeu com o visual dos modelos anteriores.

Peugeot 3008 - segunda geração do primeiro utilitário da marca francesa.

Suzuki Vitara
Mais urbano, o modelo foi lançado em setembro com direito a motor turbo com injeção direta de combustível.

Chery Tiggo 2
De porte compacto, a versão será produzida no Brasil em 2017, em Jacareí.

Maserati Levante
Primeiro utilitário da marca de luxo italiana.

Jaguar F-Pace
A marca de luxo inglesa já vende o carro no Brasil, mas o Salão é o cartão de visita para mostrar a que veio a poderosa montadora.

Sucesso na Europa

O utilitário esportivo está também atraindo o interesse do consumidor europeu. Pesquisa feita por uma montadora mostrou que a preferência por utilitário esportivo é bem diversa no continente, atingindo jovens solteiros, mães com filhos pequenos, e homens acima dos 50. Segundo o levantamento, um em cada cinco homens acima de 50 anos de idade querem ter um utilitário esportivo como seu próximo carro.

O segmento está passando rapidamente de um pequeno nicho de mercado para se tornar uma tendência das mais significativas na Europa. Avesso a carros grandes e gastões, que são a preferência dos estadunidenses, o consumidor europeu considera que os utilitários esportivos evoluíram muito nos últimos anos em relação a redução de consumo de combustível, tornaram-se mais eficientes e portanto mais respeitosos com relação ao meio ambiente. Essa seria a razão, para 82% dos entrevistados, da crescente preferência do consumidor do continente pelos utilitários esportivos.

__________________________________________________
Este artigo foi publicado originalmente na Agência Autoinforme
joelleite@autoinforme.com.br
[ voltar ]